DISSOLUÇÕES

DOMINGO, 19 DE SETEMBRO DE 2021


Lua em Peixes

Sol em Virgem

Ontem a Lua já fez seu ingresso em Peixes, amanhã, teremos o início da fase cheia, que é o momento que ela se opõe ao Sol, no signo de Virgem.

Peixes, é o 12 signo na mandala zodiacal, antecedendo Áries, aquele que fala dos inícios.

A semana será inteiramente marcada por essa energia.

Peixes, fala da empatia, da sensibilidade, da mediunidade, da percepção sútil de situações, energias, pensamentos, que rodeiam todo um ambiente.

Muitos artistas possuem forte energia de Peixes e Netuno em seus mapas, inclusive.

Regido por Netuno, que carrega o domínio dos mares e das águas, onde navegamos em sonhos, em momentos de desconexão com a materialidade, e por Júpiter, que fala da abundância, da fé, da espiritualidade e dos excessos.

Eixo

Quando falamos da mandala, todo signo possui seu signos oposto. Polos que são trabalhados, em especial, quando temos um planeta localizado ali.

Se em Virgem, trabalhamos a praticidade e olhar minucioso, em Peixes, temos a imensidão, o que não vemos, ou vemos demais que nos perdemos.

E quantas vezes precisamos nos perder para se encontrar, não é mesmo?

Ao meu ver, na sombra, esses dois signos falam de uma idealização, seja na tentativa de aperfeiçoar tudo, seja na fantasia do que sonhamos.

Essa lunação acontecerá conjunto a Netuno, e portanto, seremos convidados a entre no mar do inconsciente, e navegar por ali.

Distrações, ilusões, sonhos, águas agitadas, dissolução, confusões, revelações, escapismo e empatia, tudo misturado.

O lado que cada um irá escolher, vai depender muito de onde a âncora de Virgem foi colocada.

A sugestão para a semana é muita conexão espiritual, músicas de alta frequência, afastamento de ambientes com energias densas, alimentação leve e momentos de silêncio. Aliás, quanto menos barulho, melhor!

E entendam, o mundo dos sonhos, também fala de uma realidade que nos compõe, porém, essa realidade só chega a nossa consciência, quando estamos minimamente preparados para isso!

Peixes vem para dissolver, e desnudos enxergamos quem realmente somos!

Leitura feita por Bruna Barella e Guilherme Schultz