LUA NOVA E ECLIPSE NO SIGNO DE GÊMEOS

QUINTA-FEIRA, 10 DE JUNHO DE 2021


O céu dessa manhã tem grandes movimentos.

Temos três planetas em Gêmeos, signo de ar e mutável, não podemos esperar quietude com Sol, Lua e Mercúrio na qualidade dele.



Gêmeos, como já citado aqui, gosta da conversa, da fluência por meio de ideias, bate um papo aqui, outro ali, é dual, muda, se envolve com tudo mas não gosta de mergulhar intensamente em nada.

Mercúrio seu regente, é aquele que negocia, que comunica, que leva a notícia, que trata da mente, do que acreditamos, ou não, do que falamos ou não.


Existem muitas, muitas histórias sobre eclipses.

Mas fico eu pensando, como nossos antepassados reagiam, quando o Sol, aquele considerado a luz da vida, ficava encoberto e eles não tinham esse acesso ao tanto de informações que temos.

No mínimo me daria calafrios, não sei em vocês.


Todo o movimento no céu tem sua importância, se não tivesse, uma das máximas herméticas perderia seu sentido: “O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima."


O efeito de um eclipse, ativa os aspectos daquela situação pelos próximos 6 meses.

Durante esses dois acontecimentos importantes temos um cenário que os acompanham.

E enquanto esses três planetas, estão ali, aglomerados, na festa geminiana, que na sua sombra, não costuma levar as coisas muito a sério, temos Netuno, jogando seus efeitos de maneira bem desafiadora.

Com o Sol, ficamos sem a clareza, com a Lua, as confusões emocionais e com Mercúrio, as mentiras, as fofocas, fake news, memória fraca e pensamentos tortuosos.


Todos que acompanham aqui diariamente, já leram bastante sobre Netuno. Vire e mexe ele aparece dando seu tom artístico ou lançando sua névoa para que possamos fugir dessa realidade dura. E assim fugimos, seja ignorando fatos, acreditando em notícias falsas, falsos protocolos de segurança, tomando remédios que amorteçam, ultrapassando o limite do consumo do álcool, drogas, e qualquer outro artifício que nos tire do prumo.


Portanto amados, serão dias de passos vagarosos, de realmente sentir, de verificar as informações que propaga e recebe, ter cuidado com os ambientes que frequenta, e procurar ancorar a consciência e emoção. Podemos pintar um mundo fantasioso, e ao cair o véu, os estragos podem ser grandes.

Não corremos em estradas com neblina, não é mesmo?

Conexão com artes, com meditação, alimentação leve e bons pensamentos serão bons companheiros.

Quem muito fala, pouco consegue observar.

Netuno aponta o silêncio como resposta.

Vale entender como anda seu entendimento sobre seus sonhos, se está bem alinhado com eles, se os deixa sempre nas gavetas do inconsciente, além de saber onde pode se colocar a sua âncora quando é necessário para o barco nessa navegação da vida.


Além desse aspectos, temos a Vênus, planeta do amor, contratos, parcerias, harmonia e beleza, presenteando o dias dos namorados que está por vir, com seu encontro harmônico com Urano, o rebelde, original e inventivo.

É um bom momento para dar um tom novo para a suas relações, entender a necessidade da liberdade de cada um ser o que é, e através dessas diferenças, nos unirmos para algo melhor e maior.


O conflito entre Saturno e Urano, continua presente, e esse é o encontro que sempre vai estar presente durante esse ano.

A tensão entre novos e velhos modelos, adaptações e trabalho de flexibilidade.

Isso fica bem nítido, quando olhamos o macro. Sábio é aquele que sabe a hora de alterar a rota e se abrir para novos caminhos. Basta ter um bom alicerce. Que saibamos usar a energia de Saturno para isso.


Uma boa lunação para todos.


Leitura feita por Bruna Barella e Guilherme Schultz