O CÉU DA VÉSPERA DE NATAL

QUARTA, 23 DE DEZEMBRO DE 2021



Separando em duas partes, divido com todos o céu que estará pairando sobre nós na véspera de Natal, leiam com atenção e se atentem ao simbolismo dessa data, tão importante. 🤎




Parte 1

A sexta do dia 24, data que antecede as comemorações natalinas, vem com aspectos que nos sinalizam mais atenção.

Então vamos para as dicas, práticas e pontuais para que todos possam se organizar da melhor forma. Lembrando que para questões muito pessoais, sempre é necessário uma consulta com seu astrólogo ou astróloga de confiança.

*

Por mais que estejamos muito animados com as festividades e reencontros, vale optar por reuniões mais íntimas.

Estamos com muita energia capricorniana, já apontando por uma vibe mais séria e introspectiva.

É mais que válido evitar confrontos de opiniões e não tratar assuntos muito delicados.

É aquele dia que vale a frase “eu escolho ter paz a ter razão...”rsrsr

Os excessos se apresentam, não só na alimentação como na bebida, perdemos um pouco a noção dos limites, portanto, coma, visando estar satisfeito e sem exageros. Sei que é difícil, masssss a tendência a desconforto estomacal é grande.

Existe necessidade de sermos os donos da verdade, ou defender aquela verdade que consideramos absoluta, mas sem considerar o ponto de vista do outro, seja mais flexível e não tão dogmático(a).

O clima é de rupturas, então, dependendo da confusão causada, os abalos não serão somente até o amanhecer do dia. Cautela, amados.

Procurem estar nos lugares que os deixem mais confortáveis, alegres e fujam das confusões.

Uma boa atividade física no começo da tarde pode auxiliar, além de ser interessante evitar alimentos picantes e muito quentes no período da noite.

Para aqueles que vão se arriscar na cozinha, tenham atenção com o fogo e queimaduras, procurem fazer um prato por vez, confiram toda a vez se o gás está desligado e atenção ao manusear facas.


Os humores estarão caminhando pela qualidade virginiana, onde a simplicidade reina.

Contato com a natureza é mais que favorável, andar descalço na Terra, ter contato com a chuva, com o Sol, cuidar das plantas, limpar o corpo, a casa, a mente, não é um céu de acumulação, mas de liberação e atenção aos detalhes.


Aperfeiçoar aquilo que já temos, diminuir o fluxo e falar apenas o necessário. 🧹


Leitura feita por Bruna Barella e Guilherme Schultz