O ENCONTRO COM AS SOMBRAS

SEXTA, 16 DE ABRIL DE 2021



O dia tem dois aspectos que colocam em movimentação os Luminares, Sol e Lua. Planetas que regem nossa consciência, razão, emoção e ações instintivas.


Logo na madrugada de quinta para sexta, Saturno encontra a Lua em um intercâmbio fluente. Aspecto esse que auxilia o comprometimento e seriedade nos assuntos lunares. Saturno também nos ensina a importância do tempo, enquanto Gêmeos da o tom da pressa, o que podemos e devemos aproveitar para dar uma respirada após esse ingresso em Gêmeos que nos fez entrar em contato com tantas ideias e vontades. Hoje podemos aproveitar para nos concentrarmos em uma tarefa, começar a esmiuçar os processos, ter mais seriedade na fala, cumprir o que foi combinado e entender que o melhor tempo para as coisas acontecerem é o tempo orgânico que flui de maneira mais vagarosa, reconhecendo bem o terreno e dando a estrutura necessária para os passos.


É um aspecto importante, visto que em seguida, logo pela manhã, temos o encontro exato de Sol e Plutão em tensão. O Sol fala da vitalidade, brilho interno e consciência de si, Plutão fala do escuro, do que é profundo, do que está guardado em nossos porões. Nesse intercâmbio entre os dois, somos forçados a acessar, e nessa descida estão os medos, os tabus, as perdas, a ânsia pelo poder e algumas coisas que necessitam ser expurgadas.

Energia bem diferente da que o Sol teve contato ontem, ao fazer um bom aspecto com Júpiter.

Na mitologia, Júpiter é o Deus do Olimpo e Plutão o Deus do submundo.

Bem simbólico por sinal, visto que em nós habitam luz e sombras.


Plutão na anatomia, rege os órgãos excretores, processo de limpeza do corpo para melhor funcionamento, eliminando aquilo que não nos serve mais.

Ele também fala dos tabus, dos assuntos que assustam a sociedade quando vem a tona e os nossos próprios tabus também.


Podemos presenciar movimentos de perdas, sejam elas qual for, para então podermos renascer com novos olhares e nova maneira de encarar a vida.

Assim como, também se perceber com pensamentos que rondam tais assuntos, além de um forte contato com nossas sombras e temas que nos causam desconforto.


É importante o suporte terapêutico nessas "descidas"sugeridas por Plutão, além de fazer uma autoanálise sobre o quanto disputamos o poder com aqueles nos cercam.


Poderoso(a) é aquele que tem um domínio maior sobre si próprio e que não caminha para um lado somente porque todos estão ali. O maior poder que temos é do conhecimento e das nossas próprias atitudes que nos fazem descansar em nossas noites de consciência limpa.


E entenda que na verdade, aqui nesse plano, não possuímos nada. Fazemos parte de uma corrente e de uma roda de evolução. O melhor a fazermos é aproveitar o que temos com consciência e agradecimento, porque Plutão ensina que existe o fim mesmo que isso nos cause desconforto.


Leitura feita por Guilherme Schultz e Bruna Barella