O SOPRO DIVINO

TERÇA-FEIRA, 17 DE AGOSTO DE 2021


A Lua caminha na fase crescente, ainda no domínio da qualidade sagitariana, mesmo dentro dos percalços que podemos passar, existe a ponta de bom humor e otimismo.


No começo da tarde, pode dar um “bug” , uma espécie de transe, onde ficamos mais sonhadores, olhando pro nada, fantasiando situações e até mesmo criando impecilhos, mesmo que inconsciente (lembrem-se que estamos falando da Lua), para não enxergar de maneira real e clara algo que não gostamos ou nos incomoda.

Pode ser um período de maior preguiça também, portanto, vale se envolver atividades ou trabalhos mais leves.



Para o final da tarde e noite, contamos com a retomada da clareza e consciência. Uma espécie de mudança de ritmo.

Com a conexão fluente de Lua com Sol e Júpiter, ficamos mais enérgicos, as conversas podem ser banhadas de boas risadas e palavras otimistas.


Sabe que eu tenho observado muito, como fico em dias que Júpiter está aspectado, e é engraçado como o clima do ambiente que estou fica leve, o coração fica quentinho, o riso faz parte das palavras. Existem sensações que são difíceis de colocar em palavras né? Uma delas é a que Júpiter carrega. É saber que existem as dificuldades e incertezas, mas uma esperança e fé envolvem aquele momento, o suspiro que damos quando pensamos em algo bom e parece que naquele momento, entendemos como se Deus soprasse no ouvido que tudo vai ficar bem.


Espero que possam começar a perceber isso. Eu guardo na minha memória esses períodos de conexão com Júpiter, eles são essenciais quando passo por dias mais desafiadores. Sempre existirá a luz, independente do tamanho da sombra.

Usem o período da tarde, em especial, para se conectar com a força do elemento fogo, seja por meio de uma vela, seja pelo contato com o Sol…elemento fogo é vitalidade, é coragem, é o combustível da vida! Nossos dois Luminares se encontrarão nesse elemento!


Leitura feita por Bruna Barella e Guilherme Schultz