QUADRUPLICIDADES DOS SIGNOS - TODOS COM SEU RITMO

QUARTA-FEIRA, 10 DE NOVEMBRO DE 2021


Muitos de vocês ouvem falar sobre signos cardinais, fixos e mutáveis, e hoje, achei interessante compartilhar por aqui um texto com mais detalhes sobre esse tema, que sim, é de grande importância para Astrologia, e sem dúvidas, será para você também.


Ultimamente os signos fixos tem passado por grandes tensões e desafios, então, bora desbravar esse assunto, para que vocês tenham mais clareza.

Podemos dizer que as quadruplicidades apresentam ritmos, assim como tudo nesse imenso Universo onde somos parte pequenina. Existe começo, meio e fim ou se preferir, substitua o fim por transição.


Os 12 signos que temos em uma mandala astrológica e sempre reforço que todos nós temos os 12, são divididos em 3 grupos, e cada um desse grupo possui um ritmo.


Aqui estão eles:


Cardinais

Áries, Câncer, Libra e Capricórnio - agem de dentro para fora, simbolizam os inícios, o começo das estações. Áries a primavera, Câncer o verão, Libra o outono, Capricórnio o inverno.

Todos carregam em si a energia de ação direcionada para o COMEÇO de algo.





Fixos

#Touro, #Leão, #Escorpião e #Aquário – agem de fora para dentro, presam pela estabilidade e manutenção do que já existe. Eles representam o meio da estação. Touro, meio da primavera, Leão, meio do verão (o auge da nossa estrela solar), Escorpião, o meio do outono e Aquário, o meio do inverno.

Todos carregam em si a energia da manifestação e da retidão, aqui falamos de manter e ter controle sobre algo. São persistentes em relação a mudanças sugeridas pelo ambiente externo.



Mutáveis

#Gêmeos, #Virgem, #Sagitário e #Peixes – migram de um polo ao outro, transitam, flexibilizam e movimentam. Representam o entendimento do fim de uma estação e início da outra.

Gêmeos, fim da primavera, Virgem, fim do verão, Sagitário, fim do outono e Peixes fim do inverno.

Eles simbolizam adaptação e flexibilidade nas transições. Aqui temos o famoso "jogo de cintura" quando lidamos com adversidade do ambiente que estamos.



Os fixos, são os signos “escolhidos” a dedo para entrarem no grande desafio proposto por Saturno e Urano. Logo, talvez seja por isso, que estamos convivendo diariamente com as incertezas, a instabilidade não só emocional como econômica, diga-se de passagem.

Fazer manutenção do que já existe é algo lindo e glorioso, porém o grande lance é quando isso que já existe, não funciona mais.

É claro que essa quadratura entre esses dois planetas, gera uma repercussão coletiva, mas o coletivo existe da junção de indivíduos, e sem dúvidas em todos nós, esses movimentos vem tocando alguma parte, mesmo que singela, desestruturando e estruturando tijolinho por tijolinho.

Se sintonizem com seus mapas e entendam a fluência de cada ponto.

Isso pode auxiliar em como conduzir melhor suas atividades, estruturar mudanças e conduzir os processos de acordo com as ferramentas que existe dentro de cada um.


"O ritmo é inexorável a vida, mas podemos encontrar um ponto de estabilidade que nos tire destas variações." - Leis Herméticas - filosofia prática


Você consegue perceber onde está o seu ponto?


Até a próxima.