SOL INGRESSA EM CAPRICÓRNIO

TERÇA-FEIR, 21 DE DEZEMBRO DE 2021


O dia vem com mudanças onde o Sol se despede de Sagitário e ingressa em Capricórnio.

Afinal o que é realidade?


Capricórnio é regido por Saturno, que tantos temem, porque ele apresenta a linha de chegada, a finitude e os limites.

Não estamos acostumados a lidar com isso né?

Falamos tanto de liberdade, mas pouco sobre até onde ela deve ir.



Capricórnio mostra o peso das escolhas, o corpo que adoece quando malcuidado, o sono conturbado quando existe mentira, o gosto amargo de ter que encarar a realidade que nem sempre gostamos.

Realidade que somos sempre convidados a fugir, com as frases e propagandas dizendo - compre isso para se sentir melhor, beba isso para aliviar e esquecer as dores…

*

Capricórnio é a poltrona na sala vazia depois de um dia de trabalho, uma poltrona marrom, uma sala mais escura, fria, sem tv, sem muitas distrações, é uma sala que só existe você, suas escolhas, atitudes e passos. Não tem para onde fugir. Mas ele resiste, ele entende o tempo e os resultados da escolha, nós que somos apressados.


Se existe um signo que favorece o entendimento do tempo é nosso amado Capricórnio, e é um tempo diferente, não exatamente esse nosso, emergencial.

No hemisfério norte, onde temos a base astrológica e ressonância com as estações do ano, é um período em que se experimenta o inverno, a frieza, onde o grupo passa por uma das estações do ano mais desafiadoras. É a introspecção e o preparo para o renascimento.

Antigamente, esse era um momento de muito trabalho, contenção e racionamento, visando poder se manter e se alimentar durante o longo inverno.

De todas as qualidades e reflexões que esse signo pode tocar em cada um, deixo uma em especial que é estar por inteiro naquilo que se propõe a fazer. Seja no lazer ou no trabalho, sabendo aproveitar e se dedicar do começo ao fim, não deixando pela metade e nem fazendo de tudo um pouco sem ter na verdade feito nada bem.

E não esqueçam que sem nossos invernos pessoais, fica difícil perceber o que precisa ser alinhado.

Um bom preparo físico e mental, são fundamentais para essa longa escalada. Boa temporada.


Leitura feita por Bruna Barella e Guilherme Schultz