UM CÉU DE INSPIRAÇÕES

QUARTA-FEIRA, 28 DE ABRIL DE 2021




Madrugada e dia de hipersensibilidade. A Lua teve um bate papo fluente, provavelmente um pedido de ajuda rs, com Netuno.

Trazendo um toque de inspiração, entendimento das emoções de maneira mais sútil e simbólica.

A intuição fica aguçada e percebemos uma clareza nas sombras das águas escorpianas.


Como se despertássemos e achacássemos soluções para algumas coisas que estavam complicadas de resolver.

Bons momentos de silêncio podem auxiliar a maior conexão com esse aspecto, assim como sonhos com grandes significados.

Plutão também marca presença no dia, trazendo poder psíquico, regenerativo e entendimento do oculto.

Ambos aspectos favorecem a prática mística e oraculista.

A manhã pode ser bem aproveitada com práticas meditativas.


No decorrer do dia a atenção fica para o encontro de Lua e Júpiter, onde os excessos podem se apresentar de todas as formas. É cabível ter um olhar mais realista para as situações evitando frustrações.


E mesmo com um pano de fundo bem desafiador dos aspectos que se apresentam entre os planetas que estão em Touro com Saturno que está Aquário, a Lua migra da qualidade escorpiana para o signo de Sagitário, podemos ir meio cambaleando, mas o otimismo, a esperança e a conexão com a fé, vão proporcionar momentos de respiro.


Sagitário tem meta, ele busca, mesmo em caminhos sombrios, e pede por expansão de consciência e conhecimento.

Aproveitem para se conectar com estudos elevados, se abrir para o entendimento de novas ideias, culturas e claro, fortalecer a fé.

A Lua em Sagitário se nutre com a progressão das direções de nossas metas.

Lembrem-se que o caminho nem sempre será tranquilo, mas Sagitário sempre carrega a esperança de dias melhores.

Depois de uma dia com muitos aspectos tensos no céu, é como seu tivéssemos um convite de entendimento do quanto nos conectamos com a felicidade. Se ela realmente está enraizada em nós, podemos ser pessoas felizes passando por altos e baixos ou se apegar na amargura de um dia mais tenso e desenvolver uma sombra que nos acompanha por uma longa caminhada.


Leitura feita por Guilherme Schultz e Bruna Barella.