UM CÉU DE SENSIBILIDADE E DINAMISMO

SÁBADO, 16 DE JANEIRO DE 2021




Hoje, a Lua que está em Peixes, signo de elemento água e que nos traz uma forte conexão com a sensibilidade e da o ritmo dos aspectos do céu.

A Lua quando está banhada por Peixes nos conecta com uma hipersensibilidade, o choro pode pedir espaço e talvez uma sensação de muita conexão com o sofrimento do outro ou do mundo.

Sabemos da importância de não sermos esponjas e realmente existem situações que devemos saber impor limites e subir nossa frequência. Mas não precisamos ter a necessidade de nunca se abater.

Se sentir triste pela dor do outro é esperado e aceitável. E precisamos sair dessa "onda" de estarmos bem a todo momento. O choro é uma maneira de expor suas emoções e limpar o que faz mal.

A introspecção é necessária para podermos refletir o quanto somos responsáveis por algumas coisas e o quanto devemos ser gratos pelo que temos. Portanto, respeite sua necessidade de silêncio, não se sinta na obrigação de estar feliz e disposto diariamente.

Seguindo o fluxo astral de hoje, o dia nos apresenta dinamismo, coragem para enfrentar questões emocionais e iniciativa, graças ao encontro que a Lua faz com o planeta Marte.

Podemos aproveitar desse aspecto para práticas de atividades físicas, a disposição estará em alta.

O céu também nos apresenta um encontro do afeto com a liberdade feito por Lua e Urano.

Um dia de conexão com situações inovadoras e questões inesperadas que podem trazer benefícios. Aproveite para usar da criatividade e intuição.


No início da tarde, temos o encontro de Lua com Vênus, aspecto que nos presenteia com bons encontros, harmonia nas relações, parcerias e valorização da nossa estima.

Aproveitem o dia para entrar em contato com artes, expressões artísticas e encontros amorosos e relacionamentos em geral.


Um céu fluido, para que possamos nos reconectar, dentro do que podemos e sentimos.


Leitura feita por Guilherme Schultz e Bruna Fernandes